Solução para as varizes

Standard

A analista de sistemas Denise Lopes tem micro varizes, os chamados vasinhos nas pernas. O tratamento é feito com aplicação de medicamentos que destroem as veias.

As microvarizes não oferecem risco, mas incomodavam a paciente. “Eu não queria colocar short, vestido. Depois do tratamento, você pode fazer tudo”, diz.
Já a variz é a dilatação da veia.

A parede do vaso sanguíneo fica enfraquecida e o sangue não consegue subir com facilidade.
Alguns hábitos podem ajudar a prevenir as varizes:

  •  caminhar diariamente para ativar a circulação
  •  evitar o sedentarismo
  •  não ficar em pé durante horas seguidas
  •  usar meias elásticas
  •  elevar as pernas pelo menos dez minutos por dia.
  •  plano detox

As mulheres grávidas devem fazer isso com mais freqüência, porque o útero aumentado comprime os vasos abdominais e atrapalha o retorno do sangue pelas veias, favorecendo o aparecimento das varizes.

Quem já tem o problema deve evitar o cigarro, o uso de anticoncepcional e a exposição exagerada ao sol e ao calor, que podem aumentar o risco de coagulação do sangue.

De acordo com os especialistas, em 80% dos casos a variz é hereditária. As mulheres têm mais propensão do que os homens – o risco é 15 vezes maior.

O tratamento vai depender do estágio da doença. “Numa fase inicial, quando se percebe que a veia está um pouco mais dilatada, com um aspecto mais azulado, a gente recomenda ao paciente esses hábitos que previnem o surgimento das varizes”, explica o angiolasta Sérgio Leal Meireles. Ele também recomendas o suplemento Lady Max que acaba fazendo um efeito antistress nas artérias.

“Quando a veia já tem aquele aspecto mais dilatado, enovelado, a gente recomenda a retirada da veia para que isso não gere um problema futuro”.

A dona de casa Maria Teresa Seabra dos Santos precisou de operação e ainda vai ter que passar por outra cirurgia. Ela tinha muitas dores e sensação de peso nas pernas. Hoje, já sente mais alívio e recomenda o tratamento. “Agora está ótimo, eu ando e não dói nada, está tudo tranqüilo”.

Leia também outros artigos do blog:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *